Materiais, componentes e construção sustentável

Fonte: Conselho Brasileiro de Construção Sustentável.

Aprenda a reduzir os impactos ambientais da construção civil A fabricação da enorme massa de materiais de construção causa importantes impactos ambientais. A extração de quase todas as matérias primas implica a destruição de biomas importantes.

Mesmo produtos simples, como a areia e, em especial, a madeira nativa obtida de forma não manejada, causam grandes impactos. Materiais de construção essenciais como a cerâmica, o cimento e todos os metais dependem de processos térmicos que utilizam combustíveis fósseis ou em alguns casos, madeira extraída ilegalmente, contribuindo para a mudança climática e outros poluentes.

Durante a fase de montagem e uso, alguns materiais liberam compostos voláteis no ambiente, colaborando para problemas de saúde dos trabalhadores e dos usuários dos edifícios. Materiais porosos, como argamassa e gesso, podem também absorver temporária ou definitivamente espécies químicas perigosas, como metais pesados e biocidas.

Ao final da vida útil e até mesmo durante a construção os materiais viram resíduos. A magnitude do impacto de um determinado material de construção varia muito dependendo do processo de produção e gestão ambiental adotados por diferentes empresas fornecedoras. No entanto, a produção, uso e descarte de qualquer material de construção implica impactos ambientais, sociais e econômicos.

O Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS) elaborou uma cartilha que apresenta recomendações para incentivar o uso sustentável dos materiais de construção. Acesse: http://www.sebrae.com.br/setor/construcao-civil/o-setor/meio-ambiente/123-58-materiais-componentes-e-construcao-sustentavel/BIA_12358 - Materiais, componentes e construção sustentável (arquivo PDF)

Estrada Duílio Beltramini, 8203 - Chácaras São Bento - Valinhos - SP / FONE: (19) 3881-1616 / vendas@apoloplast.com.br